facebook

No âmbito da geminação entre os Municípios de Lagoa (Algarve) e S. Domingos (ilha de Santiago, Cabo Verde) – assinado a 13 de abril de 1997 e cujo protocolo foi ratificado em Lagoa, em sessão protocolar de 25 de agosto do mesmo ano no Salão Nobre dos Paços do Concelho – deslocou-se a Cabo Verde, de 12 a 15 de março, uma Delegação Autárquica representativa do Município de Lagoa, como vem sendo habitual, para participar nas celebrações do Dia Cidade de São Domingos, que se comemora a 13 de março.

O Município de Lagoa foi representado pelos Vereadores Executivos Luís Encarnação e Anabela Simão, acompanhados pelo Presidente da Assembleia Municipal de Lagoa, Águas da Cruz. A Vereadora lagoense Ondina Santos, que integrava uma delegação cultural, também esteve presente, assim como alguns autarcas em representação dos diversos Municípios e Cidades geminadas com o Município de S. Domingos.

Festejou-se o Dia da Cidade, evento oficial que foi antecedido por uma missa, a que se seguiu a inauguração do Gabinete de Apoio ao Investidor de São Domingos e a Sessão Solene que teve lugar no Salão Nobre da Câmara onde foram recebidas as diversas personalidades – para além da comitiva lagoense – entre as quais se destacam o Presidente da Assembleia Nacional de Cabo Verde, Dr. Basílio Lopes; o Ministro do Ambiente, Habitação e Ordenamento do Território de Cabo Verde, Dr. Antero Veiga; a Ministra das Comunidades de Cabo Verde, Dra. Fernanda Fernandes; Sua Eminência Reverendíssima Cardeal de Cabo Verde, D. Arlindo Furtado; o Presidente da Câmara Municipal de S. Domingos, Arquiteto Franklim Tavares; o Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Dr. Miguel da Costa Gomes; o Presidente da Assembleia Municipal de S. Domingos, Dr. Emanuel Lopes.

Este ano foi incluída nas festividades a “II Edição do Festival de Mornas – Vozes do Atlântico Meeting”, que, pelo lado de Lagoa contou com a integração das fadistas Ondina Santos e Mafalda Vasques – finalista do evento lagoense “Sons do Fado 2015” – que se fizeram acompanhar pelos guitarristas Vítor do Carmo e José Santana, momentos que empolgaram o público e marcaram, de forma bem vincada, a presença do fado, como Património Imaterial da Humanidade.

Ainda no domínio desta visita oficial, foi recriada, conjuntamente com o município de São Domingos, uma típica noite de fados, num restaurante local, em que todos os elementos tradicionais desde o chouriço assado aos xailes negros contribuíram para criar a singular atmosfera que se vive numa verdadeira casa de fados portuguesa.

No âmbito das cerimónias oficiais, o Vereador Luís da Encarnação, em representação do Presidente da Câmara de Lagoa, depois de saudar todos os presentes, levou “… em nome da nossa Autarquia e da população do Município de Lagoa - um grande abraço de apreço e solidariedade de uma região portuguesa que muito se orgulha das transformações políticas que se processaram por via do 25 de Abril de 1974 e que permitiram devolver a independência e a cidadania a este povo adorável, trabalhador, empreendedor e honesto, do qual muitos emigraram para os quatro cantos do mundo, entre os quais Portugal e, concretamente, o Município de Lagoa onde a vossa gente é a nossa gente, é gente do mundo! Para mim, como cidadão e como político, a sua participação na vida do meu país, cava bem fundo no meu coração (…) Quero, também e se tal me é permitido, saudar a população da vossa aldeia batizada com o nome de Lagoa, na Freguesia de S. Nicolau Tolentino.”

Na ocasião, anunciou que “em sessão ordinária da Câmara Municipal de Lagoa do passado dia 3 de março, foi aprovada por unanimidade, uma proposta do executivo municipal no valor global de 40.000€, destinado ao pagamento de bolsas de estudo a estudantes provenientes do Município de São Domingos, proposta que vai subir à Assembleia Municipal, nos termos da Lei. Também são objetivos do protocolo, a concretização do processo de cooperação humana, logística e financeira entre as partes, para a execução de um programa na área da formação e valorização de recursos humanos, com vista a contribuir para o fortalecimento da cooperação entre os Municípios de Lagoa e de São Domingos e a Universidade do Algarve.

Mas o Município de Lagoa, este ano, quer ir mais longe na cooperação, nomeadamente cultural, que defende desde sempre, para que os encantos, realidades e verdades da cidadania cabo-verdiana não sejam palavras vãs. Nesse sentido, Lagoa está disponível para apoiar a candidatura da Morna a Património Imaterial da Humanidade, nas mesmas condições em que o Fado e o Cante Alentejano já o são.”

Por último, assinalou uma feliz coincidência: “O facto de estarmos aqui, também, com os nossos concidadãos do Município de Barcelos, igualmente geminados com o nosso anfitrião e que em 2014 foram Cidade do Vinho em Portugal, precisamente numa altura em que Lagoa, considerando a importância histórica, cultural, de desenvolvimento económico e reconhecendo o enorme potencial para a promoção turística do concelho, dedica o ano de 2015 ao Vinho e à Vinha. Num ano repleto de eventos culturais, desportivos e promocionais, uns dos pontos altos ocorrerá em outubro, quando Lagoa apresentar a sua candidatura a Cidade do Vinho 2016. E que bonito será e que enorme orgulho representará para os lagoenses, se, apadrinhado pelo Município de S. Domingos e pelo povo cabo-verdiano, Lagoa suceder a Barcelos como “Cidade do Vinho” em Portugal.”

Integrada nesta deslocação a São Domingos, foi efetuada uma visita guiada pelo Dr. Cândido Serol, cidadão lagoense e Diretor Geral da Fábrica de Tintas Neuce, na Cidade da Praia. Esta empresa portuguesa, fundada em 1988, tem apostado fortemente na internacionalização com especial foco de investimento no continente africano nomeadamente em Angola (2007), Moçambique (2009), Cabo Verde (2011) e Ghana (2014).

© 2017 AM Lagoa. Todos os direitos reservados